Carregando...
Faça seu login|
Início Notícias
Ler notícia

Compartilhar

Fevereiro Roxo e Laranja

Fevereiro Roxo e Laranja
01
Feb

Roxo: Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

A campanha “Fevereiro Roxo” foi escolhida para alertar a tríade: do Lúpus, da Fibromialgia e do Mal de Alzheimer. São duas doenças autoimunes e uma degenerativa de grande relevância, principalmente por serem ‘doenças silenciosas’ e de progressão gradual.

O Lúpus é um distúrbio que afeta o sistema imunológico, aumentando a produção de anticorpos. Os sintomas variam de acordo com as partes do corpo que são afetadas, incluindo febre, dor nas articulações, dificuldade para respirar, sensibilidade à luz solar, queda de cabelo, dentre outras.

Já a Fibromialgia é uma doença inflamatória que acomete o sistema locomotor. Tem como característica a dor muscular crônica e generalizada. Os sintomas principais são fadiga, febre, dor nas articulações, cansaço excessivo, ansiedade, depressão, alterações no sono e alterações de memória e atenção.

Por fim, o Alzheimer é a perda progressiva da função mental. Diversos tipos de demências podem ocorrer, como problemas de se comunicar, mudanças de personalidade, desorientação, comportamento inapropriado e problemas ao fazer tarefas diárias de rotina. Estima-se, de acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer, que existam no mundo cerca de 35,6 milhões de pessoas com a doença. No Brasil, há cerca de 1,2 milhão de casos, a maior parte deles ainda sem diagnóstico.

Laranja: Leucemia

A campanha “Fevereiro Laranja” visa conscientizar a população sobre a importância para os sintomas da Leucemia, um tipo de câncer maligno que atinge a medula óssea.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) afirma que a detecção precoce é uma estratégia para encontrar um tumor em fase inicial e possibilitar maior chance de tratamento. O diagnóstico possibilita melhores resultados e deve ser buscado com a investigação de sinais e sintomas, como:

· palidez, cansaço e febre

· aumento de gânglios

· infecções persistentes ou recorrentes

· hematomas e sangramentos inexplicados, e,

· aumento do baço e do fígado

Diante da suspeita da doença, o paciente deverá realizar exames de sangue e procurar um hematologista para avaliação médica específica. A estimativa do INCA (2020) é de mais de 10 mil novos casos, sendo 5.920 homens e 4.890 mulheres.

A prevenção é sempre o melhor caminho!